De nada um pouco

No meu tempo eu achava que tinha tudo, porque tudo na verdade não era nada. Nada era tudo então. E tudo que eu queria eu tinha, nada faltava porque nada eu tinha. Tudo era perfeito porque nada eu fazia. E quando nada faltava, tudo era o que eu mais queria. Tive de tudo um pouco, um pouco de tudo e um pouco de nada. Hoje, mais velho, sinto falta de ter tudo o que eu tinha, ou seja, nada. Porque nada daquilo tirava meu sorriso, minha felicidade, tudo era perfeito quando meu mundo não era nada…

Um dia

44012.61180-Celular

Um dia as pessoas irão se entender, se amar e ao mesmo tempo se reinventarem. Se tornarão mais capazes, audaciosas, deixando todos seus medos de lado. Um dia, estas mesmas pessoas serão mais compreensíveis, mais dedicadas e maliciosamente engraçadas. Serão verdadeiramente sinceras não só com as outras pessoas, como consigo mesmas. Um dia, as pessoas poderão escolher seus próprios caminhos, sem depender dos outros, sem ter culpa e acima de tudo, ficar em paz com seu coração. Espero de verdade que este dia chegue logo, pra que eu possa estar pra sempre como o meu amor. Até lá,  vou vivendo sem saber ao certo meu caminho, sem entender direito as coisas, mas esperando todas as noites um “oi” seu…

Adolescência

adolescencia

Me sinto um analfabeto
Perdido entre as palavras
Tanta gíria e palavrão
Nunca me imaginei nessa situação

Vejo pessoas correndo pelas ruas
Mulheres e crianças assustadas
Umas pedindo socorro
Outras totalmente caladas

O medo invade o meu mundo
E o que acontece com “eles” ?
Sem limites abusam do poder
E deixam todos com medo outra vez

Na escola, nem ao menos um olhar
Para aquele que tenta algo lhe ensinar
Uma verdade eu sei e digo
Essa geração precisa de um grande Amigo